Notícias

VII SENACITEC

 

     Preto Figuras Esportes Masculinos Capa para Facebook 5

     O VII SEMINÁRIO NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM CUNICULTURA - SENACITEC 2021 já tem data marcada: 23, 24 e 25 de novembro de 2021. E dessa vez o evento trará um elemento que o distingue de todas as edições anteriores: será TOTALMENTE VIRTUAL E GRATUITO. As inscrições já estão abertas e o prazo para envio de Trabalhos (Artigo científico, Relato de caso e Revisão bibliográfica) vai até 10/11/2021. Para acessar o site do evento, CLIQUE AQUI.  

     Sob a organização conjunta do Centro de Estudos em Coelhos - CECO (Universidade Estadual de Maringá - UEM) e da Associação Científica Brasileira de Cunicultura - ACBC, a programação do evento será composta por palestras, workshops, apresentação de trabalhos científicos, debates, depoimentos e trocas de experiências entre Universidades, Setores Produtivos, Cunicultores, Tutores e demais interessados.

     Apesar da distância que o momento impõe, estaremos juntos e unidos pelos laços que temos em comum: A CUNICULTURA !

 

Pesquisadores brasileiros participam do Congresso Mundial de Cunicultura, realizado de 03 a 05 de novembro, na França.

Foto ACBC Congresso WRSA     Na última semana (03 a 05 de novembro de 2021), foi sediado XII Congresso Mundial de Cunicultura, com sede presencial em Nantes - França. O evento foi transmitido remotamente por plataforma virtual a todo o mundo e, na ocasião, foram discutidos assuntos atuais que afetam de forma direta e indireta a Cunicultura, dentre os quais se destacam: a erradicação de gaiolas na união europeia, o banimento dos antibióticos como promotores de crescimento, a prevenção à coccidiose e às doenças virais (mixomatose e RHDV), bem-estar de coelhos em sistemas produtivos, programas de biosseguridade, entre outros temas de extrema relevância para a atividade em nível global.

     Na oportunidade, alguns pesquisadores brasileiros participaram diretamente das discussões, com destaque para a mesa de debates sobre as atividades desenvolvidas para o desenvolvimento da Cunicultura nos países emergentes, da qual o Prof. Dr. Luiz Carlos Machado (membro da Diretoria da Associação Científica Americana de Cunicultura) e a Profa. Dra. Kassy Gomes da Silva (membro da ACBC) participaram ativamente, informando as principais ações realizadas até o momento para a promoção da atividade no Brasil.

     Na assembleia geral com as filiais da Associação Científica Mundial de Cunicultura, o Prof. Dr. Leandro Dalcin Castilha (atual presidente da ACBC) comentou sobre algumas ações realizadas pela entidade para maior divulgação de informações técnicas e científicas aos produtores, destacado o Boletim de Cunicultura, importante veículo de divulgação técnica coordenado pela Profa. Dra. Priscila de Oliveira Moraes (atual Vice-Presidente da ACBC).

     Além das discussões nas mesas de debates e assembleia geral, houve apresentação de trabalhos científicos, realizados pelos brasileiros acima citados e por outros, que denotam a qualidade da pesquisa científica realizada em Cunicultura no Brasil, com engajamento de Universidades, Institutos Federais, Empresas e Granjas parceiras.

Estudantes sócios da ACBC, que tenham enviado trabalhos científicos, poderão receber subsídio para a inscrição no XII Congresso Mundial de Cunicultura

 XII WRSA CONGRESS

       Buscando incentivar e apoiar a participação de estudantes de graduação e pós-graduação, regularmente associados à ACBC, em eventos direcionados à Cunicultura, a Associação irá custear parte da inscrição paga por estudantes que tiverem submetido trabalhos ao XII Congresso Mundial de Cunicultura, que ocorrerá de 03 a 05 de novembro de 2021, em Nantes, na França.

     Para se candidatar ao subsídio, os estudantes deverão preencher esse FORMULÁRIO, informando dados pessoais e informações sobre o(s) trabalho(s) a ser(em) apresentado(s). O prazo para as inscrições será de 03 a 10/11 e o resultado será divulgado no dia 12/11, no site da ACBC. As inscrições encerrarão após a realização do congresso porque o certificado de apresentação será exigido como comprovante.  

    Serão custeadas 3 inscrições de autores distintos, no valor de R$ 500,00 por inscrição, como forma de subsidiar o custo de participação no evento e prestigiar os autores pela divulgação científica de trabalhos desenvolvidos no Brasil e apresentados no maior evento mundial de Cunicultura.  

      Para quem ainda não é sócio da ACBC, basta clicar nesse FORMULÁRIO e se filiar.

 

Granja Lulu Mini Coelhos - RJ recebe alunos do Curso de Auxiliar de Veterinária e PetShop

Lulu      No último sábado (16/10/21), a Granja de Coelhos Pet  Lulu Mini Coelhos, localizada no município de Itatiaia, região Sul Fluminense - RJ, recebeu alunos do Curso de Auxiliar de Veterinária e PetShop, do Instituto de Educação VemSer - Unidade de Bangu - RJ. Na oportunidade, participaram 17 alunos, mais a Coordenadora Pedagógica (Virgínia Maria) e a Instrutura Médica Veterinária (Rosângela Rodrigues). Foi realizada uma aula prática sobre características das raças, saúde e bem-estar de coelhos pet. Apesar do momento de exceção ainda vivido no país, cumprindo as regras de prevenção ao contágio do covid-19, foi possível ter contato direto com os animais, observar as características de saúde, conforto e bem-estar animal e receber as explicações dos professores e dos cunicultores proprietários da Granja, Lúcia e Luiz. A ACBC parabeniza a todos os cunicultores que estabelecem parcerias com instituições de ensino ou pesquisa, no sentido de propiciar parcerias entre os setores, compartilhar conhecimento e desenvolver a cunicultura nacional.

VII Seminário Nacional de Ciência e Tecnologia em Cunicultura - SENACITEC 2021 será sediado em novembro: 100% virtual e gratuito

Preto Figuras Esportes Masculinos Capa para Facebook 5

 

     O VII SEMINÁRIO NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM CUNICULTURA - SENACITEC 2021 já tem data marcada: 23, 24 e 25 de novembro de 2021. E dessa vez o evento trará um elemento que o distingue de todas as edições anteriores: será TOTALMENTE VIRTUAL E GRATUITO. As inscrições já estão abertas e o prazo para envio de Trabalhos (Artigo científico, Relato de caso e Revisão bibliográfica) vai até 10/11/2021. Para acessar o site do evento, CLIQUE AQUI.  

     Sob a organização conjunta do Centro de Estudos em Coelhos - CECO (Universidade Estadual de Maringá - UEM) e da Associação Científica Brasileira de Cunicultura - ACBC, a programação do evento será composta por palestras, workshops, apresentação de trabalhos científicos, debates, depoimentos e trocas de experiências entre Universidades, Setores Produtivos, Cunicultores, Tutores e demais interessados.

     Apesar da distância que o momento impõe, estaremos juntos e unidos pelos laços que temos em comum: A CUNICULTURA !

 

23ª EDIÇÃO DO BOLETIM DE CUNICULTURA É PUBLICADA

 

Boletim 23     Foi publicada a última edição do Boletim de Cunicultura, repleta de informações atualizadas e importantíssimas para todos os envolvidos na Cunicultura brasileira e mundial.

    Em “Notícias”, foi informada a entrevista dada pela granja de coelhos pet “Lulu Minicoelhos” à revista “Bom Criador” desse mês, como renovar sua filiação ou se associar à ACBC, também foi celebrada a 200ª edição do Boletim de Cunicultura Espanhol, anunciado o II Congresso internacional de Mulheres na Cunicultura da América Latina e Caribe, eventos da Sociedade Intertropical de Cunicultura e o Curso de Cunicultura de Corte da ACBC. Por fim, na coluna “Notícias”, foi publicada uma nota de repúdio às intervenções desrespeitosas e truculentas de fiscalizações em criatórios de coelhos.

     Na coluna “Ciência Traduzida”, foi veiculado um texto de autoria da colunista Kassy Gomes, onde ela aborda o impacto da temperatura e umidade em coelhos de diferentes idades reprodutivas. Em “Panorama Prático”, é discutida a preocupação com os índices de mixomatose nesse próximo verão. Quem traz o texto é a Profa. Priscila Moraes. Em “Curiosidade Cunícola”, a colunista Ana Klinger traz diferenças entre coelhos machos e fêmeas como animais de estimação.

     Em “Opiniões e atualizações” é apresentada a Intercun e seu papel na cunicultura de corte. Na coluna de “Biosseguridade”, o Prof. Leandro explica a importância da qualidade da água e alimentação dentro de um setor cunícola. No “Túnel do tempo”, o colunista Prof. Luiz Machado relembra o IV Seminário Nacional de Ciência e Tecnologia em Cunicultura, realizado em 2012, e a importância da confraternização entre os setores da cunicultura. 

     Em “Jovens na Cunicultura”, a Profa. Ana Klinger conta à nossa colunista Heloísa Silva sua inspiradora trajetória dentro da cunicultura. Você sabe o que é estufamento, ou enterite mucóide? Em “Perguntas e respostas na cunicultura”, o Prof. Luiz Machado explica sobre essa enfermidade, muito recorrente em coelhos.

     Para acessar o documento, CLIQUE AQUI. Sua distribuição é online e gratuita, e todas as suas edições estão disponíveis na página da Associação Científica Brasileira de Cunicultura (ACBC). Siga o perfil do Instagram para mais notícias sobre este boletim: @boletimdecunicultura. 

 

Justiça concede liminar para passageira viajar com coelho em Minas Gerais

 

Coelho BluAnimal de estimação não pode ser tratado de forma diferente de cães e gatos

 

O juiz Leonardo Guimarães Moreira, do Juizado Especial de Pedro Leopoldo-MG, concedeu liminar a uma consumidora para que ela consiga viajar com o coelho Blu, seu animal de estimação. A decisão determina que a Azul Linhas Aéreas Brasileiras embarque o pet na cabine da aeronave mediante o pagamento da taxa de transporte de R$ 250, sob pena de multa de R$ 5.000.

"Estamos vivendo um momento em que os animais estão deixando de ser considerados coisas para serem reconhecidos como sujeitos de direito. Além disso, muitas famílias são formadas por humanos e seus animais de estimação. Não dá mais para ignorar isso no cenário do Judiciário brasileiro", afirmou o magistrado.

A professora e advogada, residente em Belo Horizonte, afirma que pretendia ir a Florianópolis na próxima semana. Porém, foi impedida de adquirir a passagem para levar seu pet nos voos desejados.

De acordo com a consumidora, a interpretação restritiva de "animal doméstico" não é razoável e traz um impedimento injustificável ao transporte de seu coelhinho.

 Segundo a passageira, a empresa aérea negou o pedido, alegando que apenas cães e gatos são animais domésticos. Isso embora tenham sido atendidos todos os requisitos para embarque de pet na cabine da aeronave — peso total do animal até 7kg, atestado de saúde emitido por médica veterinária e uso de caixa de transporte adequada.

O juiz Leonardo Moreira afirmou que o coelho pode ser compreendido no âmbito do conceito de família multiespécie, que abrange humanos em convivência compartilhada com seus animais de estimação. Isso ficou demonstrado por fotos tiradas em diversos momentos e datas festivas, “caracterizando convívio duradouro e um laço de amor e afeto entre o pet, a autora e seus familiares”.

Equiparação com cães e gatos

Segundo o magistrado,  coelhos são silenciosos e dóceis e menores que a maioria dos cachorros e gatos.

“Essa interpretação restritiva de animais de estimação feita pela companhia aérea não pode impedir que animais domésticos de pequeno porte sejam considerados aptos a embarcar na aeronave, pois se enquadram no mesmo perfil de cães e gatos nos quesitos tamanho, higiene, saúde, comportamento e companhia aos seus tutores”, disse.

Para o juiz, a conduta da Azul “fere o princípio da universalidade, o qual visa promover a erradicação das formas de preconceito e de discriminação pela espécie”. Diante da probabilidade do direito e da urgência de uma resposta, em razão da proximidade do voo contratado, ele deferiu a tutela antecipada.

A decisão está sujeita a recurso. As partes deverão participar de audiência de conciliação, agendada para fevereiro de 2022, por videoconferência.  

 

ASSOCIAÇÃO ESPANHOLA DE CUNICULTURA PROMOVE EVENTO VIRTUAL EM OUTUBRO

 

45 Simpósio ASESCU          Em 6 e 7 de outubro de 2021, a Associação Espanhola de Cunicultura - ASESCU estará promovendo a 45ª edição do Simpósio Espanhol de Cunicultura. Devido à condição ainda imposta pela pandemia de COVID, o evento será proferido totalmente de forma virtual, durante duas tardes.

         Os objetivos do evento serão servir como ponto de encontro a cunicultores, técnicos, comerciantes, empresas, profissionais, docentes e pesquisadores para analisar a situação atual do setor cunícola na Espanha, mas também abordar questões que preocupam em nível global e servir como cenário para a apresentação dos avanços em pesquisas e desenvolvimento tecnológico ocorridos no âmbito da cunicultura desde os Webinars (seminários virtuais) da ASESCU em 2020.

          Para a participação no evento, os sócios deverão acessar o seguinte link, preencher os campos solicitados e utilizar o número de sócio como código de acesso: https://symposiumcunicultura.gocongresos.com/registrarse/

    Para quem não é sócio da ASESCU, será possível participar do evento seguindo as instruções do seguinte link: https://symposiumcunicultura.gocongresos.com/seleccionar-modalidad/45symposiumasescu/ 

           A programação completa do evento pode ser acessada pelo link a seguir: https://mcusercontent.com/d5c3beecb45929234e87d269f/files/13e8ff71-fc72-0fc0-cb3b-6a318029eacb/programa_preliminar.pdf?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_campaign=45_symposium_asescu_congreso_virtual&utm_term=2021-09-25

 

Filie-se à ACBC. Continue escrevendo a história da Cunicultura Brasileira!

 

          logo site ACBC          Para você que deseja realizar sua filiação à ACBC ou já é sócio e quer renovar sua filiação, o processo ficou mais fácil. Basta clicar no FORMULÁRIO DE FILIAÇÃO para acessar um formulário on line onde você informará seus dados para cadastro. No final do formulário, você precisará anexar o comprovante de depósito, transferência ou PIX da taxa de anuidade. Abaixo seguem os dados bancários da ACBC:

BANCO: SICREDI
TITULAR: LEANDRO D CASTILHA (Presidente da ACBC)
CPF: 051.804.929-98 (PIX)
AGÊNCIA: 0718
CONTA POUPANÇA: 22.095-8 
TAXA DE ANUIDADE: R$ 50,00 (cinquenta reais)

          Após realizar o preenchimento do formulário, contendo o comprovante de pagamento, você receberá um e-mail com o recibo de pagamento e seu nome passará a constar na aba de SÓCIOS do site da ACBC. A anuidade é válida pelo período de 01 de Junho a 31 de Maio do ano seguinte. Ainda assim, as anuidades pagas no início do ano serão válidas até 31/05 do ano seguinte. 

 

Granja Lulu Minicoelhos (Rio de Janeiro) é reportagem da Revista Bom Criador

Bom Criador        Com enorme alegria e satisfação, a ACBC comunica que a Granja de Coelhos Pet  Lulu Minicoelhos, localizada no município de Itatiaia Sul Fluminense - RJ, participou de uma reportagem na Revista Bom Criador desse mês. A reportagem completa está disponivel na versão digital da revista (https://bomcriador.com.br/), e traz informações importantes sobre a criação de raças pet de coelhos, além de dicas valiosas para os tutores desses animais, como as principais diferenças entres os "minicoelhos" e os "coelhos-anões",  informações sobre rações, feno, castração e características de algumas raças. 

       Esse reconhecimento da Revista Bom Criador representa a expressão pública de que a Cunicultura é uma atividade respeitosa aos animais e que os coelhos podem ser uma excelente opção de pets, desde que recebam cuidados, alimentação e principalmente, muita atenção e carinho.

           Muitas granjas de coelhos no Brasil são representadas pela reportagem citada, pois exercem suas atividades pautadas no princípio do Bem Estar Animal, da nutrição adequada, do conforto térmico e ambiental, da manutenção à saúde dos animais e do respeito à vida. 

      A ACBC enaltece mais uma vez o papel fundamental da Cunicultura (corte e pet) para o Agronegócio Brasileiro e para o sustento de muitas famílias e mesmo para empresas do setor, que comercializam rações, forragens, medicamentos veterinários, equipamentos, utensílios e serviços diversos, movimentando a economia e gerando empregos diretos e indiretos.

 

  

ACBC repudia intervenções de fiscalização desrespeitosas e truculentas em criatórios de coelhos

          rabbit in the handsApós tomar conhecimento de alguns episódios recentes de intervenções de fiscalização executadas por autoridades políticas e/ou policiais em diversas cidades e Estados do país, a Associação Científica Brasileira de Cunicultura - ACBC vem a público MANIFESTAR REPÚDIO aos métodos empregados na abordagem desrespeitosa com os cunicultores, inclusive com ofensas à honra e à moral das pessoas envolvidas, em ações gravadas e veiculadas em perfis de redes sociais.

          Como maior entidade científica nacional totalmente voltada à Cunicultura, a ACBC manifesta que ações de fiscalização são importantes e imprescindíveis às boas práticas de criação de todas as espécies animais, inclusive dos coelhos. Esse tipo de serviço, muitas vezes prestado pela Força Verde, Polícias Civil ou Militar, Secretarias Municipais, Intitutos Ambientais e IBAMA, aliado à participação popular, por meio de canais de denúncias e queixas, permite o monitoramento da saúde e do bem-estar dos animais, o maior patrimônio da Cunicultura Nacional, e portanto o bem mais valioso para os Cunicultores.

          Entretanto, lamentamos e repudiamos profundamente ações desarticuladas do real sentido de BEM-ESTAR ANIMAL, que constitui uma Ciência, com métodos bem definidos pela comunidade científica internacional para a aplicação eficaz no campo. O conceito científico de Bem-Estar busca integrar condições imprescindíveis à qualidade de vida do animal (e mesmo de humanos). 

          Instruímos os Cunicultores e Tutores de coelhos para que busquem sempre exercer as boas práticas de manejo e criação, adotando ações condizentes com o Bem-Estar dos Animais. Para isso, temos diversos materiais gratuitamente disponibilizados em nosso site, um Boletim de Cunicultura de veiculação trimestral (também gratuito), um Curso completo de Cunicultura e um "braço" da ACBC recentemente criado: o Núcleo Brasileiro de Cunicultura Pet (https://www.cuniculturabrasil.com). Todos esses esforços têm o objetivo de levar a informação correta, pautada em evidências científicas, para munir os criadores e tutores de estratégias que resultem em boas práticas na Cunicultura.

           A  ACBC respeita os animais, mas também respeita as PESSOAS que os criam, com tanto carinho e dedicação.

          Ficamos inteiramente à disposição de todos para quaisquer esclarecimentos, diálogo e compartilhamento de informações. 

 

          DIRETORIA EXECUTIVA 

CONGRESSO MUNDIAL DE CUNICULTURA É PRORROGADO PARA NOVEMBRO DE 2021

 

Cngresso Mundial WRSA     A Comissão Organizadora do 12º Congresso Mundial de Cunicultura, a ser realizado em Nantes-França, comunicou nesta semana que o evento foi prorrogado para 3 a 5 de novembro de 2021. Essa nova mudança de data se deve à evolução na pandemia de COVID-19 em todo planeta. De acordo com a Associação Científica Mundial de Cunicultura - WRSA, a situação sanitária provavelmente não estará em conformidade a ponto de permitir a realização do evento de forma presencial em junho de 2021, que era a data prevista após a primeira prorrogação.

     A WRSA ainda reforça que mesmo realizando o evento de forma presencial, será possível a participação on line, por um sistema híbrido. Ainda assim, caso a pandemia inviabilize a realização do evento de forma presencial em novembro de 2021, ou o ritmo de vacinação tenha sido insuficiente, não deverá haver nova prorrogação, e o evento será realizado integralmente online.

     Até o momento, foram submetidos 245 resumos científicos para o evento, dos quais 206 já foram aceitos. O processo de revisão ainda está em andamento e todos os trabalhos aceitos serão apresentados e publicados, desde que o autor-apresentador esteja inscrito no evento. Para maiores informações sobre o 12º Congresso Mundial de Cunicultura, acesse o site do evento.

É PUBLICADA A 21ª EDIÇÃO DO BOLETIM DE CUNICULTURA

 

Capa Boletim de Cunicultura Mar 2021     Em março de 2021, o Boletim de Cunicultura entra no seu 5º ano de publicação e está no 21º volume. A Coordenadora atual desse projeto, Profa. Priscila Moraes (UFSC) comenta que tudo foi preparado com muito carinho, com o objetivo de disseminar o conhecimento em todas as áreas da Cunicultura. A partir desta edição, o boletim contará com mais três seções e dois colunistas fixos. 

    Nessa edição, foram veiculadas "Notícias” relacionadas ao preço das rações e como os cunicultores têm se posicionado, além de notícia internacional: como a Espanha está mudando a forma de regularizar o abate de coelhos. A atual edição conta também com as novidades da ACBC e um giro nos eventos e cursos que vão ocorrer de forma presencial ou remota. Outras seções do Boletim abordam forrageiras para coelhos, moscas na cunicultura, custo para criar um coelho de companhia, qual o tamanho da cunicultura brasileira, Núcleo Brasileiro de Cunicultura Pet, coluna de “Biosseguridade”, sarna de orelha em coelhos entre outros assuntos atuais e importantes para o setor. Corre lá dar uma olhada.

 

     Para acessar o documento, CLIQUE AQUI. Sua distribuição é online e gratuita, e todas as suas edições estão disponíveis na página da Associação Científica Brasileira de Cunicultura (ACBC). Siga o perfil do Instagram para mais notícias sobre este boletim: @boletimdecunicultura. 

   

 

 

Granja de Coelhos PET faz doação de animais para a Universidade Federal de Lavras - UFLA

 

Doaçao UFLA 1     

     No início de janeiro de 2021, a Granja Casa dos Coelhos e Cia, sediada em Betim-MG, fez a doação de 25 animais de raças PET para a Universidade Federal de Lavras - UFLA. De acordo com a proprietária da Granja, a Cunicultora Nayara Vale, que também compõe a atual Diretoria da ACBC, essa doação consiste numa atividade de cooperação entre o setor produtivo e um centro de pesquisas, na tentativa de estreitar os laços entre quem gera resultados científicos e quem utiliza esses resultados na prática, ou seja, os criadores de coelhos.

     A ACBC incentiva as parcerias entre empresas e instutições de ensino, pesquisa e extensão, pois o que é estudado nas universidades pode gerar resultados aplicáveis à melhoria dos sistemas produtivos, ao bem estar dos animais e à própria qualidade de vida dos coelhos e cunicultores.