Notícias

Empresa oferece material para inseminação artificial e sémen de coelhos

O representante comercial da empresa IMV tecnologies, instalado no Brasi, procurou a secretaria da ACBC para oferecer materiais necessários para a inseminação artificial em cunicultura. Para a implantação desta técnica são necessários alguns itens que não são encontrados no Brasil. O representante também comentou sobre a possibilidade da importanção de semém de linhagens européias. A linha coelhos do site da empresa pode ser visualizado em: http://www.imv-technologies.com/nossas-solucoes/coelhos.html
Caso esta técnica, que está iniciando no Brasil, seja implantada, a importação de material por uma empresa especializada será crucial. Segundo o secretário da ACBC, Luiz Carlos Machado, os materiais a serem utilizados para a implantação da técnica necessitam ter um custo viável para que sejam utilizados pelos cunicultores, os quais em sua maioria apresentam uma margem de lucro muito pequena.

Lançado Boletim de Cunicultura

boletim

Em Dezembro foi lançado o primeiro exemplar do boletim de cunicultura. se trata de uma projeto de extensão do IFMG bambuí apoiado pela ACBC, sendo sua publicação bimestral. Surgiu a partir do desmembramento da Revista Brasileira de Cunicultura, que após a 10ª edição passou a ser uma revista puramente científica, ficando os temas de mercado a serem explorados no boletim.
Este trabalho é coordenado pelo prof. Luiz Machado ( Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ), tem como bolsista o graduando em Zootecnia Bruno Amorim ( Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ) e é apoiado por Yuri Jaruche ( Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ). Para publicação no Boletim, envio de trabalhos, etc, entre em contato com a equipe.
O primeiro exemplar pode ser baixado clicando aqui.

Lançado Canal Dr Cuni

O Canal Dr Cuni foi lançado no youtube neste mês e pretende apresentar e discutir informações diversas da cunicultura brasileira. Se constitui de um projeto de extensão do IFMG bambuí, apoiado pela ACBC, que além da linguagem portuguesa também utilizará a linguagem espanhola, através de legendas, haja vista a necessidade destas informações para o restante da américa latina. O primeiro episódio explicando o que é o canal já está no ar e pode ser acessado clicando aqui. Faça a sua inscrição no canal.

Texto fala da história da Cunicultura no mundo

historiaO texto "Antecedentes históricos de la producción cunícula" escrita pelo Dr. François Lebas, Frances e traduzida ao espanhol pelo Dr. Juanjo Pascual, é um dos mais completos textos que falam da evolução da atividade de exploração dos coelhos no mundo, sendo muito interessante a sua leitura. Para acessar esse material, clique aqui.

Busca por carnes de coelho orgânica

5045RabbitPelletsLG

No início de dezembro a ACBC foi procurada por um interessado de São Paulo para aquisição de carne de coelho orgânica. A associação repassou a demanda para o grupo de cunicultores cadastrado no google groups. Segundo o cunicultor Cláudio o grande gargalo neste sistema é a ração orgânica, cujo milho, soja e tudo mais "tem que ser orgânico". Além disso, é inidicado que os animais se alimentem com grande quantidade de pasto. Embora não seja comum no Brasil, a produção de coelhos orgânicos na Europa já é uma realidade e pesquisas francesas vem sendo desenvolvidas no INRA para melhor compreensão deste  sistema de criação.

NOVEMBRO/2016

PESQUISAS BUSCAM MELHOR COMPREENSÃO DO MERCADO CUNÍCULA

Novembro/2016

Algumas pesquisas estão sendo realizadas para que melhor se compreenda o mercado cunícula brasileiro.

Para melhor compreensão da situação dos cunicultores PET, o Zootecnista Jean Kaique desenvolveu um questionário que está disponível em: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdCa1NJRbVF4Z2JCf7dTTdTDqqzgm5h8v3MvQiQs9bjQ8rHOA/viewform. Não há identificação e os interessados gastam somente cerca de 5-10 minutos para resposta.

Já outra pesquisa de preços está sendo realizada com intuito de atualizar a lista de preços criada em 2011, que se encontra muito ultrapassada. O estudante Bruno Amorim listou vários itens para isso. Os interessados podem enviar e-mail diretamente a ele ( Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ) com alguns preços dos seguintes itens: Coelho Vivo para abate  (Kg), Coelho Vivo para abate  (Unidade), Pele in natura  (Unidade), Pele curtida (Unidade), Pêlo Angorá (Kg), Patas Frescas (Unidade), Patas Curtidas (Unidade), Rabo Fresco (Unidade), Rabo Curtido (Unidade), Sangue (Litro), Soro (Litro), Cérebro (100g), Esterco (saco c/ 20kg), Orelha in natura (Unidade), Orelha Curtida (Unidade), Vísceras (Kg),  Bexiga Cheia (Unidade), Olhos  (Unidade), Coelho SRD (Unidade), Coelho Fuzzy Lop (Unidade), Mini Lion (Unidade), Hotot (Unidade), Netherland (Unidade), Teddy (Unidade), Mini Holandês (Unidade), Mini Rex (Unidade), Angorá (Unidade), Coelho Outras Raças (Unidade), Ração Caseira (Kg), Ração Crescimento (Kg), Ração Reprodução (Kg).

 

CURSOS DE FORMULAÇÃO E INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL SÃO REALIZADOS

Novembro/2016


Aconteceu em outubro, na Escola de Veterinária da UFMG, o curso de "Formulação de ração e inseminação artificial em coelhos" proferido pelo prof. Luiz Machado, do IFMG Bambuí. O evento contou com a participação de Zootecnistas e Veterinários daquela escola. Luiz Machado cita que é a primeira vez que um curso assim é realizado no Brasil e acredita que em breve um mini curso de inseminação poderá ser oferecido a outros técnicos e cunicultores.

 

 

 

 

ENTREVISTA JUANJO PASCUAL

Novembro/2016

O prof. Luiz Machado, atual secretário da ACBC, entrevistou o prof. Juanjo Pascual, catedrático da Universidade Politécnica de Valencia - Espanha em Julho deste ano. A entrevista pode ser visualizada no link: https://www.youtube.com/watch?v=2_uzZcVIHGg.

Juanjo é na atualidade um dos maiores cientístas cunículas do mundo e na entrevista faz um resumo sobre a cunicultura, sua importância, sobre a pesquisa em cunicultura, etc. Esta entrevista já é parte do Canal Dr Cuni, ferramenta para divulgação da cunicultura e que publicará novos vídeos sobre a atividade nos próximos meses.

OUTUBRO/2016

CRISE ECONÔMICA AFETA A CUNICULTURA

Outubro/2016

 

Mesmo com baixa expressão entre as atividades produtivas do agronegócio brasileiro, a cunicultura também vem sofrendo com a crise político-econômica que atualmente acontece no Brasil. Como o valor do dólar influencia o preço da ração, os cunicultores relataram aumentos de 20-30% no valor deste produto no último ano, diminuindo a rentabilidade da atividade. Além disso, carnes nobres como a do coelho, são substituidas por carnes de custos mais acessíveis, no momento da compra pelo consumidor.

Material Publicado - Edições Publicadas

Ano 01, n.05 - Agosto de 2017

Palavras-chave: dia de campo, desempenho e comportamento Fuzzy lop, doenças em coelhos pet, eventos em cunicultura, legislação em coelhos para laboratório. 

 

Ano 01, n. 04 - Junho de 2017

Palavras-chave: Bioestimulação em coelhos, Walter Motta, História da cunicultura, Coelhoterapia, terapia assistida com coelhos, dia do coelheiro, eventos em cunicultura, preços em cunicultura.

 

Ano 01, n. 03 - Abril de 2017

Palavras-chave: Semana do fazendeiro, feira de coelhos, criação em piso, coelho botucatu, professora Ana Moura, esterco de coelho, húmus. casca de soja para coelhos. 

 

Ano 01, n. 02 - Fevereiro de 2017

Palavras-chave: Curso de atualização, tratamento de mini coelho, utilização do esterco de coelho, bem-estar de coelhos, alojamento coletivo, manejo pré-abate

 

Ano 01, n° 01 - Dezembro de 2016

Palavras-chave: Cursos de formulação e inseminação, cunicultura na PUC-PR, linguiça de coelho, entrevista Juanjo pascual, atualidades na cunicultura mundial, dicas para iniciantes na cunicultura.

 

Sobre o boletim

O boletim de cunicultura é um projeto de extensão do IFMG bambuí apoiado pela ACBC, sendo sua publicação bimestral. Surgiu a partir do desmembramento da Revista Brasileira de Cunicultura, que após a 10ª edição passou a ser uma revista puramente científica, ficando os temas de mercado a serem explorados no boletim.

 

Está cadastrado sob o número de ISSN: 2526-7604

 

Este trabalho é coordenado pelo prof. Luiz Machado (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.), tem como bolsista o graduando em Zootecnia Bruno Amorim (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) e é apoiado por Yuri Jaruche (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.). 

 

Para publicação no Boletim, envio de trabalhos, etc, entre em contato com a equipe.

Sobre o canal

O Canal Dr Cuni é um projeto de extensão do IFMG campus Bambuí apoiado pela ACBC que tem por objetivo apresentar e discutir informações sobre a cunicultura. Como é tema de interesse para a américa latína, os vídeos são legendados também em espanhol.

 

Para se inscrever no canal, acesse: https://www.youtube.com/channel/UCo7Q0kCNgjlashXJ3ZaQI9w

 

Para curtir a página no Facebook, acesse: https://www.facebook.com/Dr-Cuni-1292209277497484/?fref=ts

 

Saiba mais sobre a primeira temporada do canal clicando aqui.

 

Clique nos vídeos para ter acesso ao conteúdo.

SETEMBRO/2016

DIA DO COELHO É REALIZADO EM SERGIPE
Setembro/2016

O Núcleo de Estudos em Cunicultura (N.E.C.), em parceria com a marca SOCIL e com o apoio do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), realizou no dia 27 de agosto de 2016 o “Dia D Coelho”.
Com cerca de 50 participantes, o evento contou com a presença de cunicultores profissionais e amadores do Estado de Sergipe, além de alunos de graduação e pós-graduação dos cursos de Zootecnia e Medicina Veterinária interessados em ingressar na área. O objetivo deste evento foi promover uma integração entre profissionais e estudantes, por meio de discussões e troca de experiências, visando o crescimento da cunicultura sergipana.
Segundo a professora Paula Gomes Rodrigues, o evento abordou três temas principais: nutrição, abate e artesanato. Na palestra de nutrição foi destacada a importância do fornecimento de uma dieta balanceada para fêmeas em lactação e coelhos na fase de crescimento, com ênfase no custo da produção. Na atividade de abate foi realizada uma demonstração prática que abordou assuntos como como abate humanitário, método de insensibilização, técnica adequada de esfola para aproveitamento posterior da pele, higiene e armazenamento da carcaça. Já no minicurso de artesanato, os participantes puderam acompanhar passo a passo os procedimentos utilizados no curtimento da pele de coelhos e também na confecção de chaveiros utilizando os membros posteriores e as caudas dos animais abatidos.
Ao final do evento os participantes receberam brindes e apostilas contendo informações técnicas acerca do manejo diário que devem ser adotados em cuniculturas. Além disso, também foi realizada uma confraternização onde todos puderam degustar diferentes pratos feitos com carne de coelho.

 

DIRETORIA DA ACBC PARTICIPA DO JULGAMENTO DE COELHOS

Setembro/2016

 

A diteroria da ACBC, através de seu presidente Yuri De Gennaro Jaruche e seu vice presidente Berilo Brum, participou do julgamento de coelhos da Expointer 2016. Foram selecionados os exemplares que mais se adequaram ao padrão racional.

Esta é a maior feira de coelhos da América latina, sendo promovida pela FARCO e recebe centenas de animais com raças diversas. Possui o barracão mais visitado de toda a Expointer. Esse trabalho é fundamental para a conservação do material genético nacional, o qual poderia ser uma importante fonte para programas de seleção e melhoramento.

Esse ano muita discussão sobre os coelhos pet surgiram e, por esse motivo, a presidência da ACBC irá elaborar até a próxima Expointer um livro sobre as raças de coelhos com padrões nacionais. Observou-se que os coelhos de companhia receberam maior atenção do público.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GRUPO DE PESQUISA E EXTENSÃO É CRIADO EM MINAS

Setembro/2016

 

Foi criado em setembro deste ano o GPECU, Grupo de Pesquisa e Extensão em Cunicultura. A criação do grupo foi de iniciativa do prof. Luiz Carlos Machado do IFMG Campus Bambuí que viu na pesquisa e extensão uma forma de melhor capacitar os alunos e contribuir de maneira efetiva para a melhoria na cunicultura Brasileira.

O grupo trabalhará a longo prazo sobre as seguintes linhas de pesquisa:  Redução da mortalidade pré-desmame, Alimentação alternativa em cunicultura, Processamento de carne e elaboração de produtos, Aproveitamento de subprodutos de abate, Aproveitamento de subprodutos de abate, Desenvolvimento de softwares, equipamentos e sistemas alternativos, Biologia molecular aplicada a cunicultura e Seleção e melhoramento de linhas genéticas.

Já na extensão, o grupo focará nos temas: Divulgação da atividade, Apoio a produtores em escala comercial,  Apoio a produtores em pequena escala,  Qualificação de mão de obra e inclusão, Seleção e manutenção de linhas de animais para abate, Disseminação da técnica de uso de inseminação artificial em cunicultura.

Luiz Machado enfoca que a maior parte dos temas foi definida a partir do contato com os próprios cunicultores, buscando a solução de problemas diversos relatados.