Estatísticas

Visualizações de Conteúdo : 672358

BOLETIM DE CUNICULTURA

Publicidade


A Associação Científica Brasileira de Cunicultura - ACBC - constitui-se de uma estrutura de reflexão aberta, sem fins lucrativos, tendo como principais objetivos estudar o aperfeiçoamento da criação de coelhos, estabelecer e favorecer os contatos entre técnicos e grupos de técnicos nacionais e internacionais ligados à cunicultura, além de difundir os conhecimentos dentro da área de cunicultura.  


A ACBC busca promover reuniões de trabalho e reuniões gerais periódicas, organização de seminários, conferências, congressos, difundir informações do mercado cunícula e do poder público, cooperação com todas as outras organizações nacionais e internacionais que tenham os mesmos objetivos, assim como apoiar e participar de todas as iniciativas que possam ajudar a cunicultura, exceto as atividades com fins lucrativos. 

 

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/AssociacaoCientificaBrasileiraCunicultura/?fref=ts

 

 

NOTÍCIAS DO SETOR

 

ACBC RECOMENDA: NA DÚVIDA COMA COELHO

Março/2017

 

             Nos últimos meses e anos surgiram algumas especulações relacionadas à segurança alimentar de carnes. No Brasil, nesta semana houveram denúncias feitas pela operação "carne fraca", envolvendo empresas, políticos e fiscais agropecuários, onde produtos supostamente eram alterados e reaproveitados por alugumas empresas.  Há quase dois anos a OMS qualificava também a carne de embutidos como potencialmente cancerígena e vermelha como provavelmente cancerígena. 

               Neste cenário, a ACBC lebra a sociedade brasileira que a carne de coelho é um produto extremamente saudável com baixos níveis de colesterol, gorduras, sódio e elevada proteína de alta digestibilidade, apresentando sabor extremamente agradável.      

 

 

 


PUBLICADA SEGUNDA EDIÇÃO DO BOLETIM DE CUNICULTURA

Fevereiro/2017

            Foi publicado a segunda edição do boletim de cunicultura, uma publicação do IFMG campus Bambui em parceria com a ACBC. Esta segunda edição tras informações sobre o curso de atualização, tratamento de mini coelho, utilização do esterco de coelho, bem-estar de coelhos, alojamento coletivo e manejo pré-abate. Confira o material em: http://www.acbc.org.br/images/stories/Boletim__2_edicao_REDUZIDO.pdf

 

 


FALTAM ESPECIALISTAS EM DOENÇAS DE MINIS COELHOS

Fevereiro/2017

 

           Conforme comentado por alguns cunicultores que trabalham com minis coelhos, o mercado é carente de profissionais clínicos veterinários especializados em doenças e tratamentos de mini-coelhos, sendo essa uma dificuldade apontada por estes criadores. É importante que hajam palestras, cursos e eventos sobre sanidade cunícula voltados não só para profissionais relacionados, mas também para os cunicultores afim de auxiliarem na prevenção de enfermidades e orientação dos tutores dos animais.  

 


CURSO DE ATUALIZAÇÃO É REALIZADO EM MINAS

Fevereiro/2017

            Aconteceu nos dias 17 e 18 de fevereiro, nas dependencias do núcleo de zootecnia do IFMG Bambuí o Curso de Atualização em Cunicultura. Neste curso foram abordados aspectos diversos da moderna cunicultura tais como alimentação estratégica, mercado pet, logística de produção bem como inseminação artificial. Estiveram presentes cunicultores, estudantes, técnicos de cidades mineiras bem como de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

 

 

COELHO REAL REAJUSTA O PREÇO DO QUILO DO COELHO VIVO

Fevereiro/2017

             A Coelho Real, maior abatedouro de coelhos brasileiro, localizado na cidade de Mairinque-SP, informa que reajustou o valor do quilo do coelho vivo para R$ 8,00, considerando animais que tenham pelo menos 2,5kg de peso vivo. Segundo Marcos Kac, médico veterinário e proprietário do abatedouro, a produção de coelhos no estado de São paulo continua crescendo.  

 

 


MANUTENÇÃO DE COELHOS PET É MAIS BARATA

Janeiro/2017

            É o que revela uma pesquisa feita pela Associação Brasileira da Industria de Produtos para Animais de Estimação (ABINPET), que comparou os custos de manutenção mensal para vários animais. Embora os dados pareçam estarem superestimados, a pesquisa propos um custo de manutenção médio para cães de R$ 302,01, R$ 121,39 para gatos, R$ 66,50 para peixes e 55,80 para roedores, estando os coelhos incluidos nesta categoria.    

 

MUDANÇA NAS NORMAS PARA COELHOS CRIADOS NA INSTITUIÇÕES DE ENSINO

Janeiro/2017

 

        O Conselho Nacional de Controle da Experimentação Animal publicou através da resolução normativa 33 de 18/11/2016, o Capítulo "Procedimentos - Roedores e Lagomorfos mantidos em instalações de instituições de ensino ou pesquisa científica" do Guia Brasileiro de Produção, Manutenção ou Utilização de Animais em Atividades de Ensino ou Pesquisa Científica. Esses procedimentos regularão o uso desses animais em instituições de ensino e pesquisa. Essa nova legislação pode ser obtida no site http://www.mct.gov.br/upd_blob/0240/240524.pdf.

              Além dessa nova legislação, os procedimentos científicos com animais devem obedecer a chamada lei Arolca (lei 11.794/2008), que foi publicada em 2008, que regula a utilização de animais em experimentação científica. 


PRODUÇÃO DE COELHOS CRESCE NO ZIMBÁBUE

Janeiro/2017

 

            Há alguns anos a ACBC foi procurada por pessoas so Zimbábue a fim de obter impomações sobre importação de carne de coelhos. O site IPS notícias anunciou que naquele pais a cunicultura vem crescendo e muito tem agregado a economia das famílias. Segundo o site os coelhos são uma salvação naquele país.  Para acessar a reportagem na íntegra, clique aqui.  

 

ACBC RECUPERA FOLHETO E CARTILHA DO ANTIGO PROGRAMA NOSSO COELHO

Janeiro/2017

 

       O programa "Nosso Coelho" foi idealizado no Paraná em meados da década de 80 e planejava criar 40 cooperativas de produtores no estado, empregando quase 20.000 pessoas, principalmente adolescentes dentro do sistema de agricultura familiar. Esse programa representou a maior tentativa de organização da cunicultura no Brasil e o material que o mesmo disponibilizava é relevante e deve fazer parte do acervo técnico da cunicultura brasileira. Sendo assim, a ACBC recuperou o folder bem como a cartilha de criação distribuída.

 

Folder explicativo so programa, clique aqui.

Cartilha parte um, clique aqui.

Cartilha parte dois, clique aqui

Cartilha parte três, clique aqui.

 

 

EMPRESA OFERECE MATERIAL PARA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL E SÉMEN DE COELHOS

Janeiro/2017

 

           O representante comercial da empresa IMV tecnologies, instalado no Brasi, procurou a secretaria da ACBC para oferecer materiais necessários para a inseminação artificial em cunicultura. Para a implantação desta técnica são necessários alguns itens que não são encontrados no Brasil. O representante também comentou sobre a possibilidade da importanção de semém de linhagens européias. A linha coelhos do site da empresa pode ser visualizado em: http://www.imv-technologies.com/nossas-solucoes/coelhos.html.

          Caso esta técnica, que está iniciando no Brasil, seja implantada, a importação de material por uma empresa especializada será crucial. Segundo o secretário da ACBC, Luiz Carlos Machado, os materiais a serem utilizados para a implantação da técnica necessitam ter um custo viável para que sejam utilizados pelos cunicultores, os quais em sua maioria apresentam uma margem de lucro muito pequena. 

 

 

 

TROCA DE COMANDO NA ASSOCIAÇÃO MUNDIAL

Janeiro/2017

 

          O ex-presidente da Associação Mundial de Cunicultura (WRSA) Dr. Gerolmo Xiccato enviou as associações nacionais um comunicado de despedida. Ele havia presidido a entidade de 2009 até  2016. Já o novo presidente o Dr. Thierry Gidenne enviou novo comunicado as associações nacionais, sugerindo que sejam enviadas informações atualizadas para a associação mundial. A ACBC já planeja participar desta oportunidade. Caso tenha interesse em ter acesso aos documentos enviados pela associação mundial, envie e-mail para faleconosco@acbc.org.br.     

 


CURSO DE ATUALIZAÇÃO SERÁ REALIZADO EM MINAS

Dezembro/2016

 


       O GPECU - Grupo de pesquisa e extensão em cunicultura promoverá nos dias 18 e 19 de fevereiro de 2017, o curso de atualização em cunicultura, a ser realizado nas dependências do IFMG Campus Bambuí. Para maiores informações clique aqui ou entre em contato com o GPECU através do e-mail gpecubambui@gmail.com.

 

 

 

LANÇADO BOLETIM DE CUNICULTURA

Dezembro/2016


           Em Dezembro foi lançado o primeiro exemplar do boletim de cunicultura. se trata de uma projeto de extensão do IFMG bambuí apoiado pela ACBC, sendo sua publicação bimestral. Surgiu a partir do desmembramento da Revista Brasileira de Cunicultura, que após a 10ª edição passou a ser uma revista puramente científica, ficando os temas de mercado a serem explorados no boletim.

        Este trabalho é coordenado pelo prof. Luiz Machado ( luiz.machado@ifmg.edu.br ), tem como bolsista o graduando em Zootecnia Bruno Amorim ( bruno.amorim@usa.com ) e é apoiado por Yuri Jaruche ( prof.jaruche@gmail.com ).  Para publicação no Boletim, envio de trabalhos, etc, entre em contato com a equipe.

      O primeiro exemplar pode ser baixado clicando aqui.

 

LANÇADO CANAL DR CUNI

Dezembro/2016

 

               O Canal Dr Cuni foi lançado no youtube neste mês e pretende apresentar e discutir informações diversas da cunicultura brasileira. Se constitui de um projeto de extensão do IFMG bambuí, apoiado pela ACBC, que além da linguagem portuguesa também utilizará a linguagem espanhola, através de legendas, haja vista a necessidade destas informações para o restante da américa latina. O primeiro episódio explicando o que é o canal já está no ar e pode ser acessado clicando aqui. Faça a sua inscrição no canal.

 

 

TEXTO FALA DA HISTÓRIA DA CUNICULTURA NO MUNDO

Dezembro/2016

            O texto "Antecedentes históricos de la producción cunícula" escrita pelo Dr. François Lebas, Frances e traduzida ao espanhol pelo Dr. Juanjo Pascual, é um dos mais completos textos que falam da evolução da atividade de exploração dos coelhos no mundo, sendo muito interessante a sua leitura. Para acessar esse material, clique aqui. 

 


BUSCA POR CARNE DE COELHOS ORGÂNICA

Dezembro/2016

       No início de dezembro a ACBC foi procurada por um interessado de São Paulo para aquisição de carne de coelho orgânica. A associação repassou a demanda para o grupo de cunicultores cadastrado no google groups. Segundo o cunicultor Cláudio o grande gargalo neste sistema é a ração orgânica, cujo milho, soja e tudo mais "tem que ser orgânico". Além disso, é inidicado que os animais se alimentem com grande quantidade de pasto. Embora não seja comum no Brasil, a produção de coelhos orgânicos na Europa já é uma realidade e pesquisas francesas vem sendo desenvolvidas no INRA para melhor compreensão deste sistema de criação.